1 de agosto de 2013

Especial: Crise e Degeneração do PT

Uma análise sobre a história e as origens da falência do projeto petista  

Em junho deste ano, o Partido dos Trabalhadores realizou seu Congresso em meio a uma profunda crise. Ao comemorar 35 anos de sua fundação, o PT vê o governo Dilma alcançar o mais alto índice de desprestígio depois de aplicar um ajuste fiscal contra os trabalhadores.

A crise do governo e o envolvimento dos dirigentes partidários em tremendas denúncias de corrupção na Petrobras atinge duramente o partido. Milhões de trabalhadores se sentem enganados pelas promessas do PT, decepcionados, traídos e se afastam da organização. A direita ganha confiança e até mesmo setores que defendem a volta dos militares saem às ruas para disputar a insatisfação popular.

O PT atual não é sequer uma caricatura do partido que gerou uma grande expectativa em milhares de militantes: a de que era possível construir um verdadeiro partido de trabalhadores, defensor dos explorados e oprimidos, que combatesse a corrupção e fosse capaz de liderar uma mudança social profunda no país.

Essa esperança se foi. Não se trata, portanto, de uma crise circunstancial, passageira. É a crise de um projeto político, de uma estratégia de governo, de um programa, de uma política de alianças, de um modelo de partido. Diante de um abalo de tamanha proporção é preciso buscar as explicações mais profundas para a degeneração do PT.

O PT foi se adaptando à política burguesa e terminou aplicando os mesmos métodos que dizia combater. Isso é parte da verdade. Mas por que se adaptaram? Por que se corromperam? Por que não houve resistência de setores dirigentes? Qual foi a lógica política e a ideologia que sustentaram este caminho?

A resposta a essas e outras perguntas é decisiva para o futuro da classe trabalhadora no Brasil.

A etapa aberta com a fundação do PT e da CUT no começo dos anos 1980 chegou a um beco sem saída.

É preciso encontrar uma nova estratégia e um novo caminho que retome a luta histórica dos trabalhadores e dos oprimidos deste país.

A série de sete artigos publicados no jornal Opinião Socialista se propõe a abrir este debate. Confira!

1º ARTIGOA falência de um projeto: governar o Brasil como uma potência capitalista com pequenas reformas sociais
2º ARTIGOAs ilusões num capitalismo humano
3º ARTIGOPor que o PT se envolveu na corrupção
4º ARTIGOO PT e a farsa da soberania sem ruptura com o imperialismo
5º ARTIGOÉ possível reformar o Estado brasileiro e seu regime político?
6º ARTIGOPT: o balanço de um fracasso










Por Bernardo Cerdeira